Etiquetas

terça-feira, 18 de junho de 2013

Chagas

Assustei com uma canção feia. A minha esquerda. A minha direita. Para olhar para a frente. Olhei para trás. Vi a cruz das 4 direções do espaço. E parei. Parei diante de um cruzamento supersticioso. Com vermes. Corados. A espernear. Saídos de buracos húmidos com pêlos. Pretos. Mortos.



Miguelsalgado, "Escuro"

Sem comentários:

Enviar um comentário